Comentários

Esta quinta do século XIX ganha vida com um visual rústico fresco

Esta quinta do século XIX ganha vida com um visual rústico fresco

Maria e seu marido, Isidro, encontraram o refúgio perfeito a poucos quilômetros de sua casa em Barcelona: uma encantadora casa de fazenda do século XIX, em Baix Empordà, onde o casal e os três filhos costumavam passar as férias.

JARDIM MEDITERRÂNEO. Cercada pela fantástica paisagem de Baix Empordà, esta fazenda, que remonta a 1800, ganhou vida após uma reforma na qual foram tomados cuidados especiais para manter o sabor rural tradicional. As árvores oferecem mais conforto: uma rede presa aos troncos promete agradáveis ​​sonecas de verão. JOSÉ LUIS HAUSMANN

“Tivemos muita sorte”, reconhece María, “seu antigo proprietário era uma senhora inglesa que acabara de viúvo e queria retornar ao seu país. Ele o vendeu a um preço muito bom e, além disso, estava em perfeitas condições. ”E a casa já havia sido reformada; pela última vez no final dos anos 90, pelo estúdio de arquitetura Auquer i Prats, especialistas em reabilitar edifícios tradicionais com materiais típicos da região para alcançar sua total integração com a paisagem.

EM UM LUGAR ESPETACULAR. A fazenda possui uma ótima piscina de um lado do jardim, o que permite que seus proprietários desfrutem de vistas incríveis enquanto se refrescam em dias quentes. Ele se cercou de uma cerca de madeira, funcional e muito decorativa, pensando na segurança dos três filhos da casa. JOSÉ LUIS HAUSMANN

Você só precisava alterar alguns detalhes para ajustar sua estética, muito rústica e escura, para uma imagem nova e mais atual, mas sem perder um pingo de sua essência.

Esta varanda se conecta com a cozinha. Neste canto acolhedor, foi criada uma área de estar com móveis recuperados. Uma pérgola coberta com um manto verde proporciona sombra e frescura. É uma variedade de caducifólias que no inverno cairá, abrindo espaço e deixando a luz do sol. Bench, de Sacum. As almofadas são de Coco-Mat e Sira. JOSÉ LUIS HAUSMANN

"Conservamos quase tudo, desde o piso e a carpintaria até a distribuição, e apenas expandimos uma das varandas para fazer uma área de jantar e uma cozinha de verão", conta Maria.

Dentro da casa, a arquitetura tradicional e os materiais originais dão a cada ambiente um charme especial. Tetos abobadados, paredes caiadas de branco e piso artesanal são uma parte importante da decoração. JOSÉ LUIS HAUSMANN

Para dar mais luz à casa e, ao mesmo tempo, dar um toque mais fresco e amigável ao estilo rústico, todo o interior foi pintado de branco, incluindo os tetos que, em algumas áreas da casa, são abóbadas de cerâmica e outros Eles têm vigas de madeira.

Na sala de estar, destaca-se a parede da lareira - o antigo forno da fazenda - com uma viga de madeira como prateleira. É ladeado por duas janelas que focam a atenção. A carpintaria permaneceu, mas foi pintada em um tom verde típico da região. Sofá branco, poltrona de couro, bancos e pufe de fibra, da Sacum. Almofadas, Muito, Cado, Filocolore, El Meu Coixi e Sita. Tapetes: juta, Coco-Mat e listrado, da B&B Collection. Na parede, fotografia de Jordi Esteva. JOSÉ LUIS HAUSMANN

Portas e janelas também foram atualizadas com tinta em um tom verde muito suave; o mesmo se repete tanto nos móveis de cozinha quanto nos banheiros, assim como em muitos dos tecidos e acessórios que enchem todos os quartos com frescura e naturalidade.

Quando os trabalhos foram concluídos, Maria cuidou pessoalmente da decoração da fazenda. Cada canto da casa reflete o seu gosto pela combinação de peças escolhidas de diferentes épocas, estilos e acabamentos.

A sala de jantar se comunica com o jardim através de um gabinete envidraçado formado por dois painéis fixos, uma porta giratória e uma pequena janela superior dobrável. Na decoração desse ambiente, as cadeiras de fibra foram combinadas com uma cadeira alta antiga, feita de ferro e com a mesa de madeira. Mesa, Última Parada. Cadeiras em fibra, da Sacum. A toalha de mesa é da Filocolore. Almofadas, de Sira. JOSÉ LUIS HAUSMANN

E de objetos que eles já possuíam, de pequenos achados em brocantes ou lojas de antiguidades, de tapetes de fibra vegetal e de cortinas feitas com tecidos trazidos de uma viagem ao Marrocos, Maria conseguiu uma imagem rústica muito serena e aconchegante.

A cozinha foi completamente reformada com móveis de madeira pintada de verde, puxadores antigos em forma de concha de latão e azulejos artesanais. Seu design é inspirado no estilo rústico das casas de L'Empordà. JOSÉ LUIS HAUSMANN

TELHADO COM VIGAS

Seja madeira, concreto ou aço, pintando-os de branco, eles serão integrados à decoração. Esse acabamento é o mais adequado para remover opticamente o teto e tornar a sala mais ampla. Em ambientes com paredes de gesso e piso de barro, o tom da madeira criará um belo contraste. Além disso, se você revisar as entrevistas do mesmo material ou acabamento, acentuará a sensação de calor. As vigas decorativas de poliuretano que imitam a madeira são facilmente colocadas, livres de manutenção e resistem bem à umidade. Eles também são um recurso muito prático para ocultar instalações elétricas ou de aquecimento, uma vez que são ocas.

No quarto principal, vigas e entrevistigas foram pintadas de branco, para combinar com as paredes e integrá-las à decoração. Esta base neutra foi combinada com detalhes e acessórios têxteis em diferentes tons de verde. Cabeceira, banco, moldura e carpete, de Sacum. Edredão, de El Meu Coixi. Almofadas, de Coco-Mat. JOSÉ LUIS HAUSMANN As diferentes alturas do teto ajudam a definir o ambiente do lavatório e da banheira, localizado sob a clarabóia. Aqui, a parede era revestida com microcimento colorido com pigmentos verdes, de La Bisbal d'Empordà. Tapete, de Sacum. Fotografias emolduradas, obra de Aitor Lara. JOSÉ LUIS HAUSMANN O armário do lavatório foi pintado da mesma cor que a carpintaria de toda a casa. JOSÉ LUIS HAUSMANN Na decoração do quarto das crianças, cheio de luz natural e com vistas espetaculares, optamos por uma paleta de cores suaves, pinceladas vermelhas muito sutis, móveis de madeira e detalhes em fibra vegetal. Tapete de sisal e almofadas listradas vermelhas, de Sacum. Edredons da Zara Home. Manta, da La Maison. Almofada de saco, de El Meu Coixi. Cadeira de balanço vermelha, brocanter. JOSÉ LUIS HAUSMANN

O lugar ideal para fugir do estresse e da agitação diária e descansar em uma das maravilhosas paisagens da acidentada Costa Brava.

Uma pérgola de ferro funciona como uma extensão da casa para o jardim. Estava coberto com um telhado de cana que proporciona um belo efeito de sombra, com raios de sol filtrando pelos orifícios da estrutura. As almofadas são de Coco-Mat e Sira. A cesta de fibra vem da Sacum. JOSÉ LUIS HAUSMANN

Realização: Olga Gil-Vernet.